December 31, 2009

2010

As todos (poucos mas bons ;) os que aqui vêm, um GRANDE ano CHEIO de coisas MUITO BOAS e de ÓPTIMAS resoluções.

Ai que m.....

As convulsões voltaram com a febre. Estamos preocupados apesar de todos os médicos dizerem que é natural. Eu não acho aquilo natural, e não gostava nada que ela contiuasse a tê-las, mas vamos ver...

December 28, 2009

Ah!

E claro, e espero que tenham tido um Bom Natal!

E não é que passou?

Pois é, passou. (Para os fãs incondicionais do Natal, o melhor é pararem já aqui). Não fiz árvore cá em casa. Fui deixando para a última, depois não a achei logo dentro das caixas (ainda coisas em caixas....) e depois, fomos embora.

Quando chegámos aos avós havia uma árvore. Mas a falta de espírito natalício veio com o ADN das minhas filhas. Quando me tentava redimir aqui em casa e fui pôr um enfeite na porta a minha filha mais velha disse-me:
- Que giro mãe. Vai pondo que agora tenho de ir ver o Super-Homem.

Olhem, há coisas piores ;) De qualquer forma ainda vou fazer (talvez lá para a Páscoa) a decoração para a árvore com as fotos e ajuda delas. Prometi-me que haviamos de os fazer todos os anos, para que aos 18 anos delas a árvore estivesse toda enfeitada com coisas feitas por elas. Estão a ver onde é que isto vai parar com o espírito tão presente nesta casa não estão?

December 18, 2009

Deste fim-de-semana não pode passar

Acham que vou para a lista das mães desnaturadas por ainda não ter uma árvore de Natal cá em casa? Eu explico: é que para além da minha falta de espírito natalício e da falta de tempo do pai, a minha filha mais nova destrói, (sim, é a palavra a usar) tudo o que lhe aparece à frente.

Brinquedos, livros, DVD's e tudo o que possa fazer barulho no momento da destruição são bem vindos nas brincadeiras dela. Logo, dá para imaginar o que é uma árvore para ela.

De qualquer forma, começo a achar que o rolo de papel higiénico que ela ontem desenrolou pelas divisões da casa, podem ser o prenúncio de que ela sente falta de um pouco de decoração por aqui...

December 17, 2009

Pois claro, o terramoto.

Eu não senti. E vocês?

December 16, 2009

Inglês fácil para todos ;)

Enquanto via um livro:

Ela: Mãe, isto é um "courasse".

Eu: É um coração. Diz-se co-ra-ção.

Ela: Mas eu quero dizer "courasse", é em Inglês.

December 15, 2009

As luzes de Natal

Já não basta uma pessoa não ser muito adepta da festa agora começam os perigos da época.
Como todos os anos, os avisos sobre as luzes de Natal aparecem. Aqui fica mais uma.

December 14, 2009

Ai que lá vem aí o Natal outra vez!

Sou mesmo Scrooge. Ainda não fiz árvore de Natal, ando a mil com outras coisas que não os presentes e a ceia e o espírito natalício. Que trauma irremediável estarei a criar às minhas filhas?

December 10, 2009

Coisas giras

A Piri-piri, para além de roupa gira também dá óptimas dicas. Vejam aqui a de hoje.

December 9, 2009

Nervoso

Hoje há excursão na escola. Estou nuns nervos. (Sim, sou galinha. E está a chover...)

December 7, 2009

Eu prometo que vou parar de tentar fazer piadas.

Chalaça de cota II

Já viram que a Cinderela é a vida real ao contrário? Ao contrário da história, todas as meninas são princesas e depois casam e viram gata borralheira ;)

December 4, 2009

Chalaça de Cota ;)

Hoje ouvi uma nova versão desta música: Viedo Killed The Radio Star.

Deviam fazer antes a versão: MP4 Killed the Video Star.

É para o menino e para a menina

Fui visitar a Primark, lá no fim do mundo! (leia-se Dolce Vita Tejo)
A roupa de criança é estupidamente barata mesmo. Óbvio que não estou a falar de qualidade, e há que escolher as peças giras porque há coisas muito feias também, mas que é barato é.

December 2, 2009

Isto é que é auto-estima

Enquanto fazíamos umas colagens e desenhos (que ela adora) e ela dissertava sobre sermos muito amigas.

Eu: É verdade, és muito minha amiga.

Ela: Pois é, mãe. Tens uma amiga muito boa e que sabe tudo.

December 1, 2009

Oceanário











É sempre um óptimo passeio.
(E uma forma de ficar vegetariana, pelo menos durante uma semana ;)

November 27, 2009

Outlets

Vejam esta listinha de outlets que andam pela cidade e nós não sabíamos. Dá sempre jeito.

November 26, 2009

Realidade supera ficção

Acho que esta história é daquelas que muitos guiões não igualam. Um homem, adoptado, resolve procurar os seus pais biológicos. Para vir a descobrir que é filho de um serial killer.

Para além da confusão que deve estar na cabeça daquele senhor, não posso deixar de pensar nos pais adoptivos, que sabiam da história. Deve ser difícil não pensar em hereditariedade numa situação destas.

Ele há cada história.

November 25, 2009

Parece que chegou o Inverno mesmo... e eu sem nada para dizer :)

November 23, 2009

O maior susto da minha vida


Foi na 6ª feira ao fim do dia. A coisa estava a correr especialmente bem. As duas estavam calminhas, o jantar estava a ser finalizado e fui à cozinha desligar o fogão. Quando voltei, tinha a mais pequenina deitada no sofá, de barriga e cara para baixo, em convulsões.


Quando a virei, revirava os olhos e estava meio cinzenta. E depois desmaiou.

Por momentos deixei de conseguir pensar. Depois pensei em epilepsia. Só me vieram coisas estúpidas e tristes à cabeça e comecei a tentar raciocinar e achar o telefone que estava mesmo ali ao lado, mas que me parecia invisível naquela hora.

Ponderei (vá-se lá saber como) que entre meter as duas no carro e ir ao hospital ao fundo da rua era melhor ligar para as Urgências porque ela não estava a oxigenar o cérebro.

No 112 disseram-me para lhe tirar a febre e lhe dar um banho para baixar a temperatura, enquanto eu insistia que queria uma ambulância. Eu vi 37,5º no termómetro (mas não garanto que era essa a temperatura) mas dei-lhe banho na mesma e liguei ao meu marido.

Ele e a ambulância chegaram com 1 minuto de diferença, e a mim pareceu que demoraram uma tarde. Entretanto ela ía acordando, chorando e apagando (mais duas vezes) mas já sem convulsões.

O INEM cuidou dela e lá fomos às 7 da tarde de 6ª feira para o outro lado da cidade. Ela chegou lá com 39º. Depois de um Ben-uron, análises e vários médicos (tudo extremamente rápido) lá me disseram que ela teve um pico de febre (que pode ser provocado por qualquer coisa, desde dentes a otites) tão rápido que fez uma convulsão febril (parece que é relativamente comum, que até pode ser hereditário, mas eu nunca tinha ouvido falar, nem dentro nem fora da família. Dah!). Deram-me um medicamento para pôr no rabinho, para parar futuras convulsões (que podem ou não acontecer) e disseram que, normalmente, lá pelos 5, 6 anos desaparecem.

Até hoje, felizmente não teve mais nada. Nem sequer febre. E, na manhã seguinte, já andava a correr e a fazer os disparates do costume. A capacidade de regeneração deles é impressionante. (Já não se pode dizer o mesmo dos pais)

Fiquei com óptima impressão do INEM. Eu liguei às 19h05 para o 112 e chegámos à Estefânia às 19h35, sendo que eles tiveram de chegar até nós, atravessámos a cidade e ainda tivémos de mudar de caminho porque encontrámos um acidente. Mais rápido era impossivel.

Fiquei com óptima impressão da Estefânia. E custa-me que andem uns sacanas corruptos no Governo a receber luvas, enquanto aquelas pessoas têm de trabalhar em hospitais com estuque a cair das paredes.

E fiquei a saber que não tenho tanto sangue frio como achava que tinha.

E já agora, para quem tiver de presenciar uma coisa destas pela primeira vez, aqui fica o que fazer:

- Deitar a criança de lado e não lhe pôr nada na boca
- Tirar a temperatura
- Dar banho para baixar e pôr Ben-uron supositório para tentar parar a convulsão.
- No hospital disseram para ir sempre lá depois para eles avaliarem

Há muito tempo que não estava tão feliz como neste fim de semana. Não há nada como pôr as coisas em perspectiva. ;)

November 20, 2009

O último corte de cabelo










Para pena nossa o Facto fechou a zona para crianças. Ainda cortam, mas já na zona de adultos. Acho que é uma tentativa de dizer de foram simpática que devíamos ir cortar a outro lado.
Eu sei que não é fácil cortar cabelos a quem não fica quieto, mas os cortes eram tão mais engraçados.

November 19, 2009

Crocodile Rocks










É o máximo não é?

É do Ikea (não, eles também não me pagaram ;), barato, e deixa a banheira tão mais gira.

November 18, 2009

SIC Noticias

Ontem no meio de um zapping apanhei na SIC Noticias um programa sobre os divórcios e a luta pelas crianças. Tive pena de não ver desde o início, porque me pareceu muito interessante.

Os miúdos são metidos na guerra de uma forma muito injusta e que lhes sai muito caro, a curto e longo prazo. Um dos pais dizia que tinha deixado de pagar a pensão de alimentos como retaliação às atitudes da mãe e, agora, passado muito tempo, tem noção dos erros e não se orgulha de todas as atitudes que teve.

Havia todo o tipo de histórias, desde pais que fogem com os filhos, a mães que não permitem visitas dos pais.

O mais giro foi uma miúda dizer que não importava o que acontecesse, ela ia sempre gostar do pai e da mãe, portanto não fazia sentido a guerra entre eles em relação aos filhos.

Estas coisas dão que pensar....

November 17, 2009

Ai mas que seca.

Não tinham saudades das viroses?

November 16, 2009

Continuo-o a preferir as minhas cesarianas ;)

Aqui uma história de um tubarão que resolveu ajudar a sua fêmea e fazer-lhe uma cesariana com uma dentadinha. Lá que é querido ver um predador tão preocupado com a sua família é, mas que aquilo deve ter doído deve. ;)

November 13, 2009

Adopção

Eu sei que a vida de uma criança adoptada por um casal gay vai ter alguns momentos menos agradáveis de discriminação. Mas não é infinitamente melhor viver com 2 pessoas que gostam dela e a tratam bem, do que viver num orfanato ou com pais que a maltratam? Desculpem lá mas não percebo o burburinho.

November 12, 2009

Shopping

Agora que se aproxima o Natal nada melhor do que escolher presentes originais. Vejam aqui, uma peças muito giras para oferecerem às amigas. E o melhor de tudo é que são exclusivas.

November 11, 2009

Desta nunca me tinha lembrado

Parece que há anos que se põe a questão sobre a homossexualidade do Egas e do Becas da Rua Sésamo.

Não é espectacular as coisas que as pessoas perdem tempo a pensar? (Desta nunca me tinha lembrado, embora já tenha dito aqui que acho que a Pequena Sereia tem uma mensagem anti-discriminatória -pro-gay até - que muito me agrada ;)

Pois, mas esta da Rua Sésamo parece que é só teoria mesmo. Pelo menos é o que diz aqui. Não deixa de ser engraçado.

Vejam também outras teorias que já se levantaram sobre o programa e um filminho com um episódio em que a 1ª dama americana é convidada.

Não consigo imaginar a Dra. Maria Cavaco neste papel. Nisso (e em outras coisas) os americanos são profissionais mesmo.

November 10, 2009

Aprender a amamentar...

Aqui está um filminho giro sobre a amamentação. E um estímulo também a quem está a começar a dar de mamar.

PS - Obrigada ao meu esposo pela referênca ;)

November 9, 2009

Ai que eu não concordo nada com estas coisas...

Oh por amor de Deus, então mas esta senhora acha que não vai estar com mais nada para fazer nesse dia? Não percebo. Por muito que me expliquem não percebo.

November 8, 2009

Imaginem aos 18!

Enquanto a mais nova se delicia com o impacto das suas primeiras palavras, a mais velha começa a aumentar a sua capacidade de raciocínio (seja ele qual for) :

"Estou quase a fazer 4 anos! E depois já posso beber cerveja!"

November 6, 2009

Receita para entretê-los

O Continente (juro que não me pagaram) tem uma base de pizza congelada muito boa.

A parte de ser congelada e de ter de ser estendida, que a princípio parece chato, acaba por ser a receita ideal para entreter a criançada durante uma boa meia hora.

E depois, como ajudaram a fazer o jantar também comem muito melhor.

November 4, 2009

Uma boa notícia

A Piri-piri abriu uma nova loja noutra zona da cidade. :)

October 30, 2009

Mais uma para culpar as mães ;)

Esta também é muito boa. Diz agora um estudo, que as filhas tendem a envelhecer e ter as mesmas rugas que as mães (não fossem elas da mesma família).

Portanto, se têm filhas casadoiras, tratem de ser mães giras, porque senão vão estragar os sucesso das garotas. loooool

E depois ainda há quem queira ser famoso...

Agora é que a Suri anda de saltos altos (é a filha do Tom Cruise, para quem está noutra, com toda a razão ;) . Pois eu percebo que é foleiro, agora vão lá dizer a uma pirosa de 3 anos que não é para os calçar? Eu tenho problemas semelhantes em casa: "se não for brilhante não quero".

A única diferença é que não temos sapatos de salto alto em casa (já tivemos, foram oferecido no Carnaval, e não foram para a rua a muito custo), mas aposto que a Suri os recebe aos magotes das marcas que esperam lucrar com isso depois de ela os usar. Get a life!

October 27, 2009

Full time mom

Na próxima encarnação (só para variar) quero ser pai. ;)

October 25, 2009

Internet é para todos (mesmo!)

E assim continuamos. Os grandes temas dos últimos tempos têm sempre a ver com a Internet.

Já ninguém faz nada que não vá parar à Internet (para o bem e para o mal).
Já ninguém põe nada na Internet que não dê a volta ao mundo e seja visto e comentado por todos.

Ou seja, quer queiramos quer não, acabou a privacidade. (Ou nunca pensaram que o vosso vizinho da frente pode estar a filmar qualquer coisa que se passa em vossa casa e a pôr no Youtube no minuto seguinte? Eu já.)

Vejam este artigo do NY Times sobre um tema que cada vez mais se fala: devemos pôr fotos dos nossos filhos na Internet?

Pessoalmente não sou apologista de pôr fotos dos miúdos na net numa página de acesso livre. Pela mesma razão que não mostro fotos das minhas filhas a toda a gente com quem falo durante o dia. É uma coisa pessoal, não diz respeito a todos.

Agora é esperar para ver como vamos evoluir nesta nova questão da privacidade e do direito (ou não) a ela.

October 23, 2009

Uma Aventura...na Cultura


E qual não é o meu espanto quando ouço que a Ministra da Educação é a Isabel Alçada.


E eu penso: Isabel Alçada? A da Aventura? A da Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada?

Isto o mundo dá cada volta. E eu a achar que a senhora era uma professora dedicada que gostava de escrever histórias aos serões para contar aos mais pequenos.

Uma coisa posso dizer: li as obras quase todas desta ministra ;)

October 20, 2009

Bem feito!

Andei a queixar-me do calor, que estava farta, blá blá blá.

Então hoje de manhã, apanhei uma molha para aprender. A coitada da J. teve de mudar a roupa toda quando chegou à escola.

Quando é que eu aprendo a ficar calada? ;)

October 14, 2009

Princesas sempre!

Quando todas as manhãs eu e a minha filha mais velha discutimos sobre a escolha da indumentária que ELA decidiu levar para a escola, (que normalmente incluem peças para temperaturas 10 graus mais baixas do que as actuais) fico sempre um bocadinho feliz no meio da falta de paciência natural de quem está cheio de sono.

Enquanto cresci, sempre ouvi que ser vaidosa, que exagerar na importância que se dá aos trapinhos, era sinal de frivolidade, de materialismo. Acho que faltava um bocadinho de Girl Power a este discurso, e fico contente que a minha filha já venha geneticamente programada para se achar a mais "perua" e gira do mundo (é aqui, que tenho de dizer obrigada sogra. Bem, mas avancemos ;)

E achei tão engraçado, quando me veio parar às mãos o documentário September Issue sobre a Anna Wintour (a senhora da Vogue que serviu de inspiração à Meryl Streep no Diabo Veste Prada) em que ela diz que lá porque uma pessoa gosta de vestir coisas bonitas (no caso dela coisinhas baratinhas! ;) não quer dizer que seja uma pessoa burra. E a prova disso é ela mesmo.

A imagem tem cada vez mais importância. As marcas sabem-no, as pessoas já vão sabendo. Ser um bocadinho vaidoso, no sentido bom da palavra, só faz bem. Principalmente ao ego.

E posto isto, vou dar uma volta ao meu armário e talvez, daqui a uns tempos, lá me conveça a usar uns saltos altos...

October 13, 2009

Escolinhas!

E porque em Janeiro começam as inscrições nas escolas e os dramas das vagas começam (pelo menos cá em Lisboa), aqui fica um pequeno artigo sobre isso e, parece que no jornal em papel, uma listagem das melhores escolas. Saíu hoje no "i"

October 12, 2009

Nervos!

Hoje há excursão na escola. Que nervos!
Compreendam que é a nossa primeira vez. ;)

October 9, 2009

Menos tarefas

Gostei deste artigo que vinha hoje no DN. É sobre um livro que defende que andamos a dar tarefas demais às crianças. É preciso que brinquem, que "não façam nada" e que possam escolher o que querem fazer. Assino em baixo.

Dia histórico

Barack Obama ganhou o Nobel da Paz (a bitola está tão alta que no dia que este senhor tiver o azar de meter a pata na poça o mundo cai-lhe em cima).

E por falar em cair em cima, é hoje tmabém que os senhores americanos vão fazer um buraco na Lua (sim, o único stélite natural da Terra) para procurarem água.

Às vezes chateia-me esta coisa dos americanos mandarem no mundo todo....

October 7, 2009

No meu tempo era assim...

Esta manhã, depois de ler nas notícias tudo o que de novo anda por este mundo a acontecer, foi-me impossível não pensar que, "ainda ontem" o mundo era outro (atenção saudosistas, não é o meu género suspirar pelo passado. É só reflexão mesmo.)


As pessoas trabalhavam para subsistir. O nível de especialização dependia das áreas, mas toda a gente tinha horários e cumpria-os.

Trabalhar é um modo de estar na vida. Tudo o que seja menos do que um Mestrado, Pós-graduação ou Doutoramento é quase equivalente a uma antiga 4ª classe.

Há pessoas que se matam (literalmente) por causa do trabalho.


Escrever era uma coisa pessoal, quase uma cerimónia. Havia quem tivesse diários, quem escrevesse
longas cartas, aos amigos, que depois demoravam dias a chegar.

Tudo o que seja maior que um SMS ou um Tweet já é muito texto.
Quem quer ter um diário cria um blogue e se queremos comunicar rápido mandamos um mail, com fotos, documentos e o mundo lá dentro.
Cartas? Isso é onde vêm as contas, não é?


Faziamos Ditados, cópias e tinhamos erros. Íamos à Biblioteca buscar um livro para ler.

N imprt o q está escrito. Tem k ser rápido e curto.
Há máquinas onde podemos armazenar centenas de livros e levá-los para onde quisermos.


Para telefonarmos tinhamos de rodar o disco do telefone e rezar para que estivesse alguém em casa para atender.

Hoje... sem comentários


Não se falava em boa forma física. Nós brincávamos na rua, logo o exercício era algo inerente e não se falava mais disso.

Paga-se para fazer ginástica, fala-se de obesidade infantil, de calorias, de carbo-hidratos e de tudo e mais alguma coisa.


E vou ficar por aqui, porque o tempo também mudou com os anos. Cada vez é mais valioso e rende menos. E há tanto para fazer ;)

October 1, 2009

Nestum

Ela: Mãe, quero mais Nestum.

Eu: Já ponho, espera s.f.f

Ela: Mas mãe, diz aqui na embalagem: Pôr mais!

September 30, 2009

Vira o disco e toca o mesmo

Já repararam como neste país é sempre assim?

Mudou a estação do ano mas continua a fazer um calor enorme.

Há eleições mas continuamos na mesma.

E eu não páro de reclamar...

September 29, 2009

Sinais dos tempos

Recebemos pelo correio uma carta de uma amiguinha, com um convite para a sua festa de aniversário. A J. ficou radiante por receber a carta, abri-la e ouvir o que estava lá escrito. E depois disse para uma amiga nossa que estava lá em casa:

- Olha C., recebi um email!

September 28, 2009

Zzzzzzzzzzzz

Quando não dormimos o mundo fica tão mais complicado....

September 24, 2009

Roupinha gira

Já foram ver a nova colecção da Piri-piri? ;)

September 22, 2009

Partly Cloudly

Como estou partly cloudly myself, aqui fica a curta fofinha que passa antes do "Up".

September 21, 2009

Outono/Inverno 09

Começou a época das viroses cá em casa. :(

September 18, 2009

Os filhos mais novos

Hoje no NY Times vem um artigo que achei bem engraçado (aqui) sobre como às vezes, somos nós os culpados (claro!) de certos comportamentos dos nossos filhos.

Esta é uma mãe de 3 que conta como, sem querer, tornaram a filha (muito) mais nova, numa menina muito mimada.

Sendo eu uma filha serôdia, penso agora no que os meus pais terão sentido nesta mesma situação.

September 16, 2009

;)

Será que a adaptação estupidamente fácil das minhas filhas à escola é sinalq ue estão fartas de ter a mãe por perto? ;)

September 14, 2009

Mães, acompanhem o progresso ;)

É por isso que vale sempre a pena estar actualizada.

Mae no Twitter - 'Se vc encostar a mao nele, eu te mato'

Atualmente empresas e marcas temem a velocidade e liberdade de expressao do twitter outra hoje afinal a ferramenta vai contra qualquer precauçao de 'alinhamento de discursos' ou 'censura de fatos'. Nao dá tempo de combinar nada, quando vê alguém já falou, postou e retuitou.

Tem gente que tira partido da situaçao, como esta divertida e corujissima mae veja video abaixo - que descobriu no Twitter e no Facebook formas de trackear o filho. Sobre o twitter, ela diz, entrevistada - "É como um sonho, consigo saber cada pensamento do meu filho" :- ). E vai além. Deu o seguinte reply para uma garota que estava convidando o filho para sair - "Estou falando sério. Se vc encostar nele eu te mato". Aí sim eu vejo bons motivos para temer o twitter! ;- )

http://www.bluebus.com.br/show/2/92297/mae_no_twitter_se_vc_encostar_
a_mao_nele_eu_te_mato_thais_rensi


PS - Obrigada plea dica Papá ;)

September 11, 2009

Avós

Como sou das poucas que tenho a sorte de ir buscar as miúdas à escola às 4h30, acabo por me cruzar com poucas mães e com muitas empregadas e avós. Muitas avós.

E claro, não fossemos nós mulheres, acabamos por fazer conversa umas com as outras. E, invariavelmente, as avós acabam por me confidenciar que adoram ajudar, que adoram os netos, mas que já não têm estaleca para aquilo. A maior parte está reformada e quer é sopas e descanso. Mas que se sentem no dever de ajudar os filhos e, claro, depois se sentem no direito de opinar sobre coisas que levam a discussões frequentes.

É por isso que se costuma dizer que ninguém está contente com o que tem. Os avós cá em casa queixam-se que estão longe das netas e que as vêm pouco, os que os têm perto queixam-se que acabam por ficar muito tempo com eles.

Eu sei que às vezes não dá para ser de outra maneira (quantas as vezes já suspirei por um avô por perto nem que fosse um dia por semana), mas isto dá que pensar. Não me imagino com 60 ou mais anos a passar por isto tudo outra vez com os meus netos. Se já é cansativo agora que estamos nos 30!

Se tiverem um avô muito solicito em casa, vejam lá se ele não está só a disfarçar o cansaço. Afinal eles já fizerem isto tudo antes, e por nós.

September 10, 2009

Os 3 são piores que os 2!

Ontem fui ao Pediatra com a minha filha mais velha. O médico perguntou:

"E ela fala bem?"

Eu: Sim. Até fala demais!

"E articula bem as palavras?"

Eu: Sim, muito bem.

E assim segue a consulta, com ela a fazer ar tímido (ahahahah) e a portar-se muito bem (comprada com a promessa de que se não fizesse o escândalo do costume comeria um bolinho de chocolate no fim da consulta).

Isto até ao momento em que eu digo, então vamos calçar os sapatos. E aí, a minha filha (que fala bem, que articula as palavras como deve ser, que é capaz de dizer palavras de 3 sílabas e que até me pediu para lhe ensinar os Parabéns em Inglês) resolve dizer a primeira palavra da consulta que foi:

- P....uta.

Podem imaginar a minha cara lívida. Nunca tinha ouvido um palavrão dela. (Não que não estivesse à espera, só não tinha imaginado que seria neste contexto).

E pronto, a vida segue. O pediatra bem que me sussurrou: não dê importância senão é que ela faz pior.

Cheira-me que entrámos numa nova fase.

September 9, 2009

Ontem

Vi um programa da Oprah (sim, vejo e não me envergonho) onde uma mãe americana com 2 filhos adolescentes, resolveu repensar a vida da sua família e fazer algumas mudanças em casa. Uma das resoluções foi fazerem o jantar em casa e comerem todos juntos à mesa, coisa que não faziam havia 2 ANOS! (?!?!)

Eu só espero que cá ainda não tenhamos chegado a situações tão radicais. Eu sei que isto não está fácil e não dá para jantar todos os dias com os miúdos, mas isto não será um bocado demais?

E pergunto-me ainda outra coisa: porque é que insistimos em chamar-lhe (American) Dream?

September 8, 2009

Quem nasceu primeiro?

Hoje li este artigo que achei interessante. É sobre sermos sempre o mais velho, o do meio ou o mais novo dos irmãos e oq ue isso reflecte na nossa personalidade.

Realmente sermos o primeiro ou o último a chegar à família pode ter tudo e não ter nada a ver.

Eu cá fui a última e, como todos nós concerteza, também tenho as minhas teorias sobre isso ;)

September 2, 2009

Preguicite Aguda

E a esta ausência se chama muuuita preguiça. Mas não é só. Não é novidade para as mães deste mundo, ou pelo menos deste país, que nesta época temos os miúdos em casa o dia todo (ansiando pelo início da escola), que começa a saga dos bibes, dos atestados, das fotos e mais do que nos vai aparecendo na vida para resolver.

E depois, o bloguinho que até dá gozo fica para trás. Não pode ser

August 10, 2009

Ele há coisas...

As férias dos Algarvios no Algarve são sempre tão diferentes das outras pessoas....

July 31, 2009

"Ai meu lindo Agosto, lá lá lá"

E é assim, temos filhos e lá entramos na carneirada das férias em Agosto, benditos Setembros e Julhos e Junhos e Marços e todos os outros meses que eu sempre aproveitei enquanto pude.

Dias de praia, cremes protectores, toalhas, baldinhos e pázinhas e águas e muita areia nos sapatos nos esperam.

Porque é que não inventaram a praia sem areia? Se não fosse o Pediatra a mandar eu continuaria no tom branco esquálido para o resto da minha vida.

Boas férias a quem vai e bom regresso a quem vem.

July 29, 2009

Presunção e água benta...

Ela: Mãe, não quero os verdinhos! (leia-se salsa)

Eu: (Rápido, lembra-te de uma boa tanga!) Mas devias comer. Sabes que os verdinhos fazem os olhos bonitos?

Ela: Oh mãe, olhos bonitos eu já tenho!

July 24, 2009

100 Things your kids may never know...

Lembram-se do Walkman?
De ver os vossos pais a correr para o banco para levantar dinheiro antes que o balcão fechasse? São coisas que fizeram parte da nossa vida e que os nossos filhos nunca saberão o que é.

Este artigo reuniu uma lista de 100 coisas que eles nunca saberão. Muito giro, porque algumas já nem nós nos lembramos. Não deixem de ler o testemunho (há um link num dos items) de um adolescente que conta a estranha experiência que teve com o Walkman do pai.

E é assim que vamos percebendo como crescemos sem dar por isso, e que estamos para os miúdos de hoje como a grafonola está para o ipod.

Obrigada marido por este link tão giro. ;)

July 23, 2009

A 1ª dama Americana

É frase dita num contexto de eleições, mas que ela sabia o que dizer para conseguir votos sabia.

"O que eu vejo nos homens, em todos os homens, é que a sua escala de prioridades é Eu, a minha família, Deus está lá em qualquer sítio, mas é sempre Eu primeiro. Enquanto que para as mulheres é Eu em quarto lugar, e isso não é saudável." Michelle Obama.

July 22, 2009

Mais vale prevenir

Se vai mesmo haver problemas graves com a Gripe ou não eu não sei. Ele há os optimistas e há os pessimistas.
Acho que sendo realista não custa nada estar informado. Para quem não sabe o número para onde se deve ligar é o 808 24 24 24 e mais informação aqui sobre a alimentação.

Lanzeira

Não sei se é o calor, se é a maluqueira de ter duas em casa em constantes asneiras (a juntar a uma doençazinha infantil para alegrar os dias) que me fazem ter alguma preguiça de vir para aqui.

July 20, 2009

July 15, 2009

Estou confusa.

Sobre a Gripe A...

July 13, 2009

Era uma vez...








Ela: Mãe, o que aconteceu àquele boneco?

Eu: Aanh.... Ele caíu...

Ela: Porquê mãe?

Eu: (ai a minha vidinha...) Ele caíu no lixo. A mãe dele disse para ele não correr porque podia cair para dentro do cesto

Ela: E dipois mãe?

Eu: E ele desobedeceu à mãe e caíu.

Ela: E dipois?

Eu: (suspiro) E depois a mãe segurou-o quando ele estava quase a cair e magoar-se. Porque é assim que as mães fazem.

Ela: E dipois?

Eu: (Aaaaaaah!!) E dipois mais nada. O que queres lanchar quando chegarmos a casa?

July 9, 2009

Depois de um posto menos animado, aqui fica:

Começaram os SALDOS na Piri-Piri! :)

Grow up

De todos os assuntos que tive de tratar hoje e de toda a gente com quem falei, ouvi coisas que considerei injustas ou inacreditáveis ou tristes ou malucas (no mau sentido da palavra).
Tenho saudade do tempo em que a nossa inocência nos fazia ver um mundo mais bonito.
E perguntam vocês: mas aos 35 anos ainda te surpreendes?
E o pior é que sim. Até me acho realista, mas queria muito manter alguma inocência tão comum às crianças.
É que o mundo é tão mais bonito visto dessa perspectiva.

July 8, 2009

Força de vendas














Já vem um bocadinho atrasado mas que tem graça tem.

PS - Obrigada Perdido

July 4, 2009

As pequenas mudanças do mundo


Isto de gerir trabalho e família não é fácil. Imaginem se trabalhassem na Casa Branca. A boa novidade é que ao menos há um esforço para que isso aconteça (mas também se eles conseguissem não havia desculpa para o resto do mundo não conseguir). Vejam
aqui.

E podem vocês dizer: mas de boa vontade está o Inferno cheio. Sim, mas o que também acho é que aos poucos começa a ser normal as pessoas pensarem nisso e tentarem encontrar soluções. Coisa que desde os Yuppies anos 90 era coisa que ninguém se atrevia a pensar quanto mais a reivindicar.

June 30, 2009

Tortura cor de rosa

Hoje entre a meia noite e meia e as 8 da manhã levantei-me 7 vezes para ir acalmar a minha filha mais nova. Quando me levantei, a mais velha já fazia uma birra com o pai e os nossos timpanos e paciência foram utilizados até à exaustão. Como nós, sei que muita gente passa pelo mesmo, mas nem por isso me sinto mais reconfortada...

June 27, 2009

Bendito Ruca











(Depois de ver um episódio do Ruca no planetário)


Ela: Mãe, eu também quero ir a um sítio que está cheio de estrelas, de planetas e de vias lácticas.

June 23, 2009

Nem tudo no 2º filho é mais simples

Já não sei o que hei-de fazer para a minha filha mais nova querer dormir na cama à noite.....

June 18, 2009

Birras, birras e mais birras

Agora no regresso há duas coisas em que estamos a "trabalhar":

Tentar que a mais velha pare (ou diminua) as birras

Ensinar à mais nova que vai ter que dormir no quarto dela outra vez.

A coisa não está fácil.

Ontem passei metade da noite acordada num jogo de forças: eu empenhada em não a levar para a minha cama e ela convicta em rebentar-me os tímpanos. (Jamais faria isto quando fui mãe pela primeira vez. Agora a necessidade de dormir e a experiência de que eles nos sabem levar muito bem, fazem-me ser "má")

Hoje já tive que enfrentar uma birra de mais de 20 minutos depois de um castigo por ter batido na irmã. Já andei a ler umas coisas e, embora a gritaria seja sempre um espectáculo que ninguém quer, acho que a coisa até funcionou bem. Então fica aqui o que li:

- Tentar acalmar a criança sem ceder ao pedido.
- Não gritar com a criança
- Não dar importância à birra e ir fazer outras coisas
- Explicar porque deu o castigo

E esta que é da minha autoria:
Quando tudo passar vá comer um chocolatinho porque isto não é nada fácil.

June 13, 2009

Rescaldo de férias

Férias? Eu estive de férias?

Estas foram puxadinhas para nós. 10 horas de avião já são cansativas, com 2 crianças (e das bem comportadas. Coitada daquela mãe cuja bebé chorou quase toda a viagem) são uma verdadeira "viagem". São muitos tarecos para entreter, muita comidinha, água, fraldas blá blá blá.

E depois ainda houve a escala. Sim, porque na TAP roubam-nos mais do dobro do preço das viagens que a Iberia. Portanto here we go para Spain. E ainda por cima as hospedeiras espanholas tratam-nos melhor.

Chegámos de rastos. Felizes por ter chegado, mas de rastos.

Agora ainda nos falta voltar ao horário daqui. E parece que a nossa "mais piquena" ainda não percebeu que já voltámos. Pelo menos ontem às 2h30 da manhã ainda não tinha percebido.

Estas férias "obrigatórias" não têm só desvantagens. A nossa filha mais velha andou louca com tanta atenção e mimos e disse-nos que não queria voltar. Ou seja, preparo-me para o dia em que ela se vai meter num avião e fazer-se à vida.

E ou muito me engano ou vai ser para o lado de lá mesmo.

June 2, 2009

Serviço ao cliente

Sempre que piso o país irmão sou relembrada de como deviam ser todos os Serviços ao Cliente. (E agora já não falo de shoppings de luxo). Em todo (todo o lado mesmo!) o cliente é bem tratado e há sempre solução para os seus problemas (imagine-se, porque ele é o cliente!).

Isto é de tal maneira que tenho de me conter muito para não exagerar nos pedidos, porque a sensação que tenho é que se pedir a Lua, alguém me vai buscar um foguetão. Senão veja-se:

- Num restaurante, podemos pedir para nos aquecerem a sopa do bebé e depois para nos passarem o recipiente por água sem ninguém torcer o nariz, mesmo que a dita criança esteja a deitar a casa abaixo com gritos e a irmã esteje a partir copos. Eu passo vergonha na mesma, mas é atenuada pelo ar deles de "não faz mal, é normal com crianças"

- Estou numa loja de roupa para criança e peço um tamanho: a senhora não só traz o que peço como traz mais 3 modelos do mesmo número. Quando digo que preferia uma coisa mais fresca (porque aqui agora é Inverno) ela vai buscar coisas da última colecção que já tem guardada e aproveita para saber o número da minha outra filha e traz as coisas nos dois tamanhos. E SEMPRE com um sorriso (ok, podem dizer-me que é um sorriso falso, mas não quero saber, estou a ser bem tratada). E se eu não levo nada ela não faz cara feia, continua a ser simpática comigo.

E tudo isto tem apenas um segredo: comissão nas vendas.

June 1, 2009

Fraldário de sonho

No Brasil quando as coisas são feitas à grande (leia-se: com dinheiro) são feitas à grande.

Entrei num fraldário de sonho para qualquer mãe/pai. Era uma "casa" fofinha decorada à la estilo Ralph Lauren, com 4 "quartos" onde se mudavam as fraldas e se tinha à disposição: Dodots, cremes para as crinaças, perfumes e com jeitinho também se arranjava uma fralda concerteza.

Ainda havia uns cantinhos para amamentação, micro-ondas, máquina com água mineral e zona para as crianças brincarem.

Tudo de uma limpeza imaculada a dar vontade de ficar lá a tirar uma soneca juntamente com os piquenos. (E pensar que aquele fraldário é usado maioritariamente pelas "Bábás" que empurram os carrinhos, vestidas de branco para que não haja dúvida da sua função, enquanto as mães gastam muuuito dinheiro nas lojas).

A verdade é que isto era num shopping onde as senhoras passeam com os guarda-costas atrás, a carregar-lhes os sacos Louis Vuitton. Ou seja, não é em qualquer lado que se vê disto.

E só falo do fraldário porque o tema deste blogue é a maternidade, porque se começasse a falar das lojas e do atendimento onde o cliente tem SEMPRE razão...

May 29, 2009

Férias

Uma coisa posso assegurar: 10 horas de avião com 2 crianças com menos de 4 anos é muuuito cansativo.

E, (note-se) elas portaram-se muito bem.

May 22, 2009

A inteligência é genética?

Li hoje esta notícia.
Como em tudo, há sempre uns radicais a defender teorias extremas. Este senhor é um deles e defende que a inteligência é genética e que os menos afortunados geneticamente não têm escapatória. Como em tudo, um bocadinho de moderação não seria mau.

May 20, 2009

Estou quota

Fui ver o concerto da Beyoncé na passada segunda feira. Não que seja especial fã, mas achei (aliás, estava verdadeiramente convencida) que ía ver em espectáculo tipo Madonna.

Tudo organizado, pedido à babysitter de serviço e lá vamos nós a reclamar de já não haverem lugares sentados (mais quotas era impossível).

Depois de esperar uma hora que a senhora se resolvesse despachar e de ver que daqui a uns 4 anos vamos estar a ser "levados" a estas coisas pelas nossas filhas (sim, havia muito sub16 e muito sub10) lá começou o disparate.

Qual não foi o meu espanto quando apanho com um concerto que mais parecia Celine Dion em Las Vegas (não que tenha visto, mas imagino). Piroso que até chateia, com um som péssimo, com a Beyoncé a cantar "Avé Maria" vestida de noiva e eu a sentir mais enjoos do que quando estava grávida.

Ai poupem-me, estar de pé 3 horas para ver aquilo e saber que no dia seguinte às 7 da manhã já estaríamos de pé porque "o sol já acordou pai!". Saímos mais cedo.

Eu com a certeza de que estou velha e rezingona (e que os U2 e os Stones é que eram e que a Madonna ainda é a maior) e ele com muitos pontos a favor na "escala do marido" (que vão dar para os próximos tempos).

May 19, 2009

Precisa de uma mãozinha?

Para mães que precisam de uma mãozinha. looool

Este aparelho vibratório para embalar crianças é um daqueles gadgets que só tem mesmo é graça. Acho que conseguimos viver sem ele ;)

PS - Obrigada Perdido.

May 18, 2009

Tintas para asmáticos











A CIN (que não me pagou nada, juro) já tem tintas para quem tem problemas de Asma e Alergias. Se dá resultado não sei mas que há, há.
Aqui.

May 14, 2009

Criatividade na educação

Veio parar-me às mãos um link com uma palestra deste senhor: Ken Robinson
sobre como se educam as crianças e se "formatam" os indivíduos na escola. Não percam isto. Não é mais um discurso chato cheio de clichés.

Ele tem uma forma muito criativa e divertida de expor as suas ideias, sem deixar de ser muito pertinente e de nos fazer pensar.

A mim fez-me pensar em como é importante conhecermos os nossos filhos, num sentido mais profundo, conhecer um pouco a essência deles (porque isto de os criar já era tão simples não é? ;) e não apenas defini-los com base em certas características.

Se forem daqueles/as que não têm paciência/tempo para ver tudo, vejam só a segunda parte, mas não deixem de ver. Aqui:


1ª Parte

2ª Parte

May 13, 2009

Pausa para PUBLICIDADE

Nem sempre a Publicidade é um bicho mau que só impige coisas. Por vezes até conseguem mais qualquer coisa para além de vender um produto. Aqui.

(PS - Obrigada M.)

May 12, 2009

I have a dream

Agora que o mundo está a mudar, e que o Obama até foi eleito, gostaria que alguém resolvesse outra questão que se põe há décadas e décadas na nossa sociedade: como gerir a equação maternidade/trabalho/independência.

Cada vez mais falo com mães que adoram os seus trabalhos mas que acham dificílimo conciliar horário malucos com a maternidade. Depois há as que optam por ficar em casa e sentem falta da "movida" do mundo do trabalho e, claro, do ordenado ao fim do mês. E nunca mais se chega a um equilíbrio.

Isto tudo a propósito desta entrevista, a uma ex-actriz brasileira, que uma amiga me enviou (obrigada S.).

Será que só sendo radical como esta senhora, que por acaso deve ter um bom pé de meia, é que é possível cuidar dos filhos? Não há um meio termo a que possamos chegar?

Mas das poucas coisas que concordo com ela há uma que saliento: nunca soube o que era trabalhar até ser mãe (e olhem que fiz muitas noitadas de trabalho ;)

May 11, 2009

Quero um ego assim ;)

Ela: Pai, estou gira?

Pai: Estás simplesmente maravilhosa!

Ela: Pois estou!

May 5, 2009

Heidi

E, mais uma vez ,esta mulher nos enxovalha: já não basta ser tão gira como já vai na 4ª gravidez e continua com tudo no lugar.

Que não deve ser fácil a pressão para voltar ao normal assim que tem a criança não deve, mas que dá um bocadinho de raiva dá. Serve-nos o consolo de, para compensar, o nome dela ser horrivel (embora não compense totalmente pois não?)

Aqui
está ela, num quase strip atrás de um biombo. (Nem em estado normal eu aguentava aqueles saltos...)

May 4, 2009

Roupa Anti-alérgica

E parece que já há roupa para pequeninos com problemas de pele, nomeadamente a dermatite atópica. E made in Portugal. Vem aqui o artigo.

Piri-piri investiguem isto s.f.f ;)

PS - Thanks sis!

Dia da Mãe

Espero que todas as grandes Mães deste mundo tenham tido um grande dia.

Keep on dreaming ;)

Sonho com uma ilha paradisíaca, onde bebo uma bebida fresquinha à sombra de uma palmeira, enquanto me abanam para eu não ter calor e me servem sushi, bolos e muitas outras coisas boas...

May 1, 2009

Girl Power para as mães

Esta noticía já tem mais de 6 meses mas vale sempre a pena comentar. A Halle Berry foi nomeada, pela revista Esquire, a mulher mais sexy do mundo. (E depois? Perguntam vocês).

Também não ligo particularmente a estas listas, mas isto só vem provar que o mundo mudou mesmo. A senhora em questão, foi nomeada com 40 anos e quando tinha tido uma criança havia 6 meses.
Link
Há uns anos atrás, ter filhos eram "morte para o mundo" das mulheres. Para as que como ela viviam da imagem, ter um filho era sinal de andar escondida das objectivas e de pôr em causa a carreira e, para nós as outras mortais, era como se estacionassemos no Parque das Acabadas. Não estou a exagerar, pois não?

Quantas mães vocês conheceram há 30 anos que usassem um biquini na praia, ou que pusessem uma mini saia? As que punham eram logo comentadas, porque aquilo não era maneira de uma mãe de filhos andar na rua. Ter filhos era sinal de uma "maturidade" má. Quantas mães vocês conhecem hoje que fazem inveja a muitas miúdas sem filhos e a mães que investem menos no visual (como moi même)? E fazem elas muito bem!

É bom relembrarmos que as coisas mudaram tanto. Há tanta coisa que nos parece tão normal mas que para as nossa mães não era. E não foi assim há tanto tempo, porque afinal, ainda somos umas crianças ;)

April 28, 2009

Linha de pensamento

Enquanto jantávamos os quatro (radiantes com o facto do pai agora levar menos tempo chegar a casa) pus-me a pensar em como é um luxo podermos fazer isso. Infelizmente muita gente queria chegar cedo e não consegue, e os míudos lá ficam a jantar em frente à TV, sozinhos, à espera que os pais cheguem.

E vai daí, dei por mim a achar que o que hoje acho tão importante, em tempos me ter parecido uma das coisas mais chatas que podiam ter instituído em casa dos meus pais: o jantar em família. Se houvesse uma máquina do tempo em que eu, adolescente, me podesse ver nos dias de hoje, teria ficado enjoada, a pedir um saquinho de vómito, chocada com a minha visão futura.

Ele há coisas na vida que só começam a fazer sentido bem mais tarde. Mas depois fazem todo o sentido.

April 27, 2009

Ajuda de Mãe

Dias 28 e 29 de Abril a Ajuda de Mãe vai estar em vários espaços comerciais (ver aqui) a receber donativos. Esta é uma excelente oportunidade de arejarem a casa e tirarem da frente tudo o que está em bom estado mas as vossas crianças já não usam. Eu vou!

April 22, 2009

Criança, a alma do negócio

Vi na Ervilha Cor de Rosa a referência a este documentário brasileiro sobre as crianças e a sua relação com os brinquedos, a influência da Publicidade etc.

Acho que vale a pena ver porque há coisas que são verdades em qualquer parte do mundo.

Chama-se "Criança, a alma do negócio".

Anti-ácidos


Seguindo a lógica "tudo o que acontece aos bebés é culpa das mães"
aqui fica mais uma "teoria conspirativa" sobre a relação entre os anti-ácidos tomados na gravidez e a asma nas crianças.

PS - E obrigada à Piri-piri por me dar a conhecer este blog. ;)
Link

Civismo "à la Colombo"

A dinâmica de um Parque Infantil não deixa de ter a sua graça. Há as mães mais galinhas (culpada!), há as mais descontraídas (ambiciono chegar a este patamar) e há as senhoras que ficam sentadas nos bancos com um ar despreocupado, enquanto mandam e recebem SMS's. Sim, são as empregadas. É verdade que normalmente acompanham crianças maiores, mas é o que vejo frequentemente e já passei por vários parques.

E depois, como ontem, sou presenteada com uma cena à portuguesa. O avô que nos vê a dirigirmo-nos para o baloiço e começa a correr, ultrapassa-nos, agarra-se ao baloiço e começa a chamar a neta que nem estava interessada em andar naquilo. É ou não é igual ao pessoal que vai almoçar ao Colombo e que fica sentadinho à espera que o amigo que está na fila para o Big Mac apareça?

Porque é que somos tão pobrezinhos de espírito?

April 18, 2009

Andam a enganar os pequeninos ;)

Encontrei este filminho muito engraçado.

É a prova de que a Disney (re)utiliza as cenas sem nós darmos por isso (até agora).

April 17, 2009

Uuuufa!

Bom fim de semana.
Vamos ver se para a semana há mais que isto tem andado fraquinho.

April 14, 2009

Finalmente!

Finalmente tenho menos caixas na minha frente.
Finalmente tenho Net
Finalmente vou ter de deixar de me chatear com muitas coisas.

No meio das mudanças voltei a constatar que as minhas filhas têm brinquedos de mais. E não é entrar na história de que é imoral (que é) e noutras teorias mais radicais. É porque é simplesmente desnecessário, exagerado e trabalhoso arrumar a tralha toda.

Uma amiga brasileira que esteve em nossa casa comentou que tinhamos muitos brinquedos. Eu perguntei-lhe se ela achava que éramos nós que comprávamos aquilo tudo. Ela achava que sim. Eu lá lhe expliquei que entre Natais, Aniversários e miminhos da família, esta costuma ser a parafernália comum nos quartos infantis remediados deste país. Acho que consigo contar pelos dedos das mãos os que fui eu que comprei.

Realmente dá que pensar. E enquanto pensei lá proibí a família de oferecer mais brinquedos no próximo ano e fiz 3 sacos de brinquedos que vão voar para lugares onde são mais necessários.

April 7, 2009

Mudanças

A minha vida está metida em caixas.

Podíamos viver com menos de metade das coisas que temos. E eu nem sou de acumular.

March 31, 2009

Síndrome de...

Acho que a nossa filha mais velha tem Síndrome de José Sócrates: faz as asneiras deliberadamente e acha que tem impunidade...

March 30, 2009

Alguém sabe o nome de uma instituição que receba brinquedos (agora, sem ser no Natal)?

E já agora, sabem de alguém que receba livros (infantis e adultos)?
Obrigada

March 24, 2009

Vá lá meninas!

(Este post começou depois de ler este post e os seus respectivos comentários)

É de conhecimento geral que as mulheres não são propriamente solidárias umas com as outras. O Girl Power é uma forma de união, mas é porque a ideia é ser contra os homens. Quando chega a hora de julgar a vidinha e as opções das outras é sempre um festival de pedras. Sim, e não comecem já a dizer que também não é bem assim.

Se a competição entre mulheres sempre existiu agora anda a atingir limites ridículos. Não concordam? Então porque é que cada vez há mais Botox, cirurgias plásticas e afins?

E quando chega ao tema maternidade (e já falei nisso outras vezes) as mulheres agarram-se a verdades inabaláveis e defendem-nas de uma forma exacerbada, julgando quem discorda ou simplesmente não se adapta a essa opção. Ou é a amamentação, ou são os carrinhos, ou é a alimentação. Por favor! Vamos ser todas mais solidárias.

Ser mãe já dá o seu trabalho, ser mãe e estar constantemente a ser julgada por terceiros é chato, é desnecessário e mostra como somos pouco tolerantes e isso não é uma coisa bonita de passar aos filhos.

O que funciona para uns não funciona para outros, quer sejam mães ou crianças. É assim como em tudo na vida. Cada uma faz o melhor que pode.

Parece que ainda temos umas coisinhas a aprender com os homens.

March 20, 2009

Foi há 3 anos

Foi há 3 anos que passámos de casal desprendido e cujas preocupações eram:
onde ir jantar e onde ir de férias, para pais babados de uma coisinha linda (neste momento 2 coisinhas lindas)

Foi há 3 anos que as minhas verdades inabaláveis começaram a cair que nem folhas em dia de Outono.

Afinal eu tenho (muita) mais paciência do que pensava;
Afinal eu consigo não dormir tantas horas por noite;
Afinal não é assim tão fácil mandar calar a criancinha que está a fazer birra no restaurante;
Afinal eu não acho impensável dar um pontapé na carreira para cuidar dos filhos;
Afinal os sentimentos que as pessoas demonstram pelos filhos não é uma lobotomia pós-parto, é apenas amor incondicional;
Afinal, apesar de o Noddy ainda ser horrivel eu até o aguento;
Afinal a Dora tem as suas vantagens apesar de ser irritante;

Afinal.. ainda tenho tanto para aprender.
E só ainda passaram 3 anos.

Dia do Pai

Embora atrasados aqui ficam os meus Parabéns a todos os Pais do mundo.

E a todos os que se esforçam tanto como as mães, que fazem tudo para as coisas funcionem, e que aturam os filhos o tempo que for preciso, a qualquer hora e em qualquer lugar, aqui fica o meu reconhecimento.

E a um muito especial cá em casa, o meu obrigado.

March 17, 2009

Rotina

Todos os dias quando a vou buscar à escola faço-lhe várias perguntas. Primeiro porque me divirto com as respostas e depois porque achei que tinha criado uma rotina que ela gostava:

Eu: Então, o que foi o teu almoço hoje?

Ela: (grande suspiro) Ai! Tou canxada que de dixeres, o que é o teu almoço hoje?

E pronto, foi aqui que comecei a ser oficialmente a "cota" que só tem perguntas chatas.

March 15, 2009

É chato e coça

Meses, e muito euros depois, lá tivémos o diagnóstico final das "alergias" da cara da nossa pequenina: Eczema atópico.

Desta vez não fui a correr para o Google. Sempre que procurei doenças na Net fiquei ainda mais aterrorizada. Esperei uns dias, assimilei a coisa, relativizei e depois... claro, fui ao Google.

Tudo bate certo com o que os médicos nos têm dito, por isso menos mal. É tratar e esperar que um dia passe.

Gostava de saber se há alguém aí fora que tenha alguma coisa a partilhar sobre este tema.

É só um minutinho

Revi amigos da adolescência, que não via porque a vida tem destas coisas e quando se dá por ela já passaram 15 anos. Que bom que é ver pessoas diferentes, crescidas, mas ao mesmo tempo os mesmos daquela altura, e percebermos porque é que éramos amigos.

Pronto, acabou o minuto de nostalgia que eu não sou cá dessas coisas.

Coisas a fazer sem falta nas próximos dias

- Escrever mais no blog

- Continuar a ler cinco linhas por dia de um bom livro

- Ir à Piri-piri escolher coisas lindas para as garotas (por falar nisso Parabéns meninas)

- Manter a minha promessa de "todas as semanas um filme no cinema"

- Arrumar e abrir as cartas do correio que se empilham em cima da mesa

March 10, 2009

Consulta Pediatra

Eu: Amanhã não vais à escola, vamos ao Doutor.

Ela: Porquê, amanhã vou ter Dó-dói?

March 9, 2009

Oito mais seis!

Quando há uns tempos ouvi que uma mulher tinha tido 8 filhos só pensei: que loucura. Entretanto li a notícia mais a fundo e é loucura mesmo. É uma mulher já com problemas financeiros, já com 6 filhos, e que fertilizou óvulos a mais contra o que já é recomendado. Isto assim não faz muito sentido, pois não?

March 5, 2009

Oceanário











Num dia de chuva é sempre uma boa opção.

March 4, 2009

BSO Shrek









Iupii! Uma banda sonora que os pais não vomitam passadas 2 horas. David Bowie e muitos outros clássicos.

March 2, 2009

Revolutionary Road

Um dos melhores livros que li nos últimos tempos. (Verdade seja dita, não ando a ler muito ultimamente ;)
É um soco no estômago mas está tão bem escrito e é tão bom que vale a pena.
Agora falta-me o filme que dizem estar à altura.

February 25, 2009

Carnaval dos Hospitais

Foi assim que o meu marido apelidou este nosso feriado.
Foram tantas coisinhas chatas pelo caminho que foi mesmo bem escolhido o nome.
Mesmo assim ainda deu para passear, brincar, confirmar que temos um excelente pediatra e que, da próxima vez que um adulto precisar de um médico não vou ao Hospital da Luz.

February 20, 2009

Dia de Carnaval na escola

A indecisão criou uma Princesa/Fada/Fiona/Tigre/Mãe (Ela: Eu tenho as unhas pintadas, agora sou a mãe)














Ela: Como eu sou a mãe, agora quem manda sou EU!

(Eu, pelo sim pelo não, fui logo pintar as minhas!)


February 19, 2009

Síndrome de Princesa continua...

Ela: Mãe, hoje dormi um sono pronfundo na escola.

Eu: !?!?!?!

February 18, 2009

A culpa é do Shrek

Eu: Faz o que te estou a dizer s.f.f. ou vais ficar de castigo!

Ela: Eu xou uma pinxesa e vivo no cimo de uma torre!

(E vira-me as costas e vai para o quarto)

February 13, 2009

Pela 1ª vez.

Pela primeira vez em quase 3 anos fomos nós a sair de casa uns dias. Pela primeira vez, não foi ela que saíu para ir nas suas (curtas) aventuras com a Titi. Pela primeira vez podemos andar Km e Km como costumávamos fazer, a parar quando apetecia, a voltar quando apetecia, a entrar num museu sem nos preocuparmos se alguém está a tentar tocar no quadro. E, claro, a pedir as "cañas" que nos apetecia, à hora que nos apetecia.

Para alguns pode parecer um exagero tanto tempo sem fazer isto sozinhos. Para outros poderá parecer um horror, como fomos capazes de o fazer. Isto cada um é que sabe com que linhas é que se cose. Cá em casa foi uma vitória. Há que agradecer o esforço do pai galinha em deixar a sua prole, e à Super Titi em ficar estoicamente com as duas e ainda agradecer.

Um dia a mais nova vai dizer: à minha irmã levaram 2 anos para deixar, a mim só foram precisos 6 meses ;)

Remorsos? Eu não tenho. Acho que é preciso, é bom e faz bem a todos. Se a única (mas também a melhor) baby sitter que eu tenho não se despedir, quero mais ;)

February 6, 2009

Desabafo de sexta feira

Estou farta que me enganem! Para todo o lado que me viro me tentam enganar ou me tratam mal. Ou nos seviços, ou nos trocos ou nos tamanhos, nos pesos. E depois tenho de responder e estrebuchar e passar (?) por mal humorada para que as coisas fiquem como deve de ser. Caramba!

February 5, 2009

February 3, 2009

Tenho sono

Lembram-se quando eram mais novinhas e diziam: "ah eu sem 8 horas de sono não funciono", AHAHAHAHAHAHAHAH!

Até pode ser verdade a parte que não funcionamos, mas a partir do momento em que temos filhos passamos a ter que "desfuncionar" com umas miseras horas de sono (que nem sequer são seguidas).

E se quisermos que a coisa não descambe mesmo é fazer o que está completamente desaconselhado pelos manuais pediátricos e levá-los para a nossa cama. Ah... sabe tão bem dormir umas horinhas sem termos de nos levantar, mesmo que isso nos traga problemas nas noites seguintes. Mas (who cares), pode ser que nesse dia não estejamos tão cansados...

February 2, 2009

Domingo de chuva

E duas crianças que pareciam ter bebido uma bica (curta) cada uma. Ufa! ;)

January 29, 2009

Só para dificultar ainda mais o papel de educador

A propósito das últimas de corrupção aqui do reino.

Como é que podemos passar valores como honestidade, integridade e verticalidade quando temos um país onde se pratica exactamente o oposto?

A vida bem (d)escrita

A Cóco na Fralda, mais uma vez, soube escrever muito bem sobre a nossa vidinha como ela é.

January 28, 2009

Time out. Preciso explicar uma coisa.

A Time Out (que adoro) da semana passada tinha um artigo sobre pessoas que trabalham em casa que me deixou um bocadinho triste.

Então foram entrevistar pessoal que optou por trabalhar em casa porque gosta de ficar de pijama até tarde. Tudo bem, é um estilo, mas faltou mostrarem mais estilos de trabalhar em casa. Isto é mania de perseguição minha, mas ao mostrarem apenas estes retratos estão a generalizar.

Há quem trabalhe em casa e se levante às 7h30 e que por volta das 9 já está de banho tomado. Já para não falar de quando há criançada à mistura que também precisam da sua toilette diária e afins.
Para mim, trabalhar em casa é sinónimo de milhares de vantagens, sim (principalmente quando se tem filhos) mas também tem de ser sinónimo de método e de rotinas obrigatórias para que não acabemos de pijama a fazer as coisas (o que para mim nunca funcionaria).

Olhem, foi só um desabafo.

January 26, 2009

Por falar em paciência...























Milhões de Dodots e de "É só no papel!!" depois, até foi giro.

The Wall

O meu mais recente orgulho cá em casa. Foi pintada pela mãe e vai sendo decorada pelo resto da família. (Ao menos agora a veia artística concentra-se numa só parede da casa. ;)














January 23, 2009

Cartão do Cidadão para que te quero?

Hoje lá me enchi de coragem e fui para a loja do cidadão tirar o Cartão do Cidadão para a minha filha.

Tenho uma inaptidão natural para estes sítios. Fico a suar (porque está sempre muito calor e porque fico irritada de ver tanta desgraça. Como desgraça leia-se: desgraça literal, desgraça de desorganização e desgraça de falta de juizo das pessoas), com comichões e com vontade de sair e de me ir enfiar no cinema para esquecer que tenho responsabilidades.

Nas Finanças disseram-me que devia tirar o Contribuinte primeiro. Depois de tentar tirar o dito contribuinte e o sistema não funcionar, descubro que afinal não era preciso ter estado naquela fila.

O que é preciso é tirar uma senha. Mas não é uma senha prioritária! (Porque é que havemos de tornar as coisas simples? Depois íamos lá e despachávamo-nos em meia hora e até parecia mal.)
Embora haja tratamento prioritário (que é obrigatório por lei).

Então é assim: Tiramos uma senha normal, e depois vamos acotovelando-nos entre as pessoas que rodeiam as mesas (porque inexplicavelmente também, parece que para as pessoas o número da senha é irrelevante, a proximidade das mesas é que é importante) para chegarmos a uma funcionária e dizermos o nosso número, para que ela ponha na sua lista dos prioritários (num papelinho escrito à mão).

Depois, há nas filas os pais (mãe e pai) com os filhos. E vai sempre a avó, a tia ou a madrinha também. Porque aquilo é um lugar mesmo bom para se passar a manhã em amena cavaqueira. E porque os pais, coitadinhos, não conseguem os DOIS cuidar do seu infante, que normalmente é abanado, atirado ao ar e abraçado pela madrinha até começar aos prantos de excesso de estímulo. E para, claro, dar um certo ambiance ao local.

Ora segundo a mesma senhora da listinha dos prioritários, o processo demora no mínimo meia hora a ser feito. Eu tinha 7 crianças à minha frente. Viémos embora.

Isto porque agora é tudo mais fácil porque é só um cartão!

January 21, 2009

Coca Cola

Isto é que se chama dar a volta à questão. Um filme engraçado. Pena que é para vender um produto tão sem graça (é que não consigo perceber o sucesso desta bebida...)

The Curious Case...











Uma mistura de Forrest Gump com Amelie Poulain. Gostei muito mais do que o primeiro e menos do que o segundo mas vale a pena ver. E para além do estupidamente bonito Brad Pitt entra a maravilhosa Kate Blanchet que para mim é uma das melhores actrizes dos nossos tempos.

January 19, 2009

Serralves













Os frutos de uma ida a Serralves chegaram mais cedo do que eu esperava: um desenho com umas aplicações. Gostámos tanto que emoldurámos.

Daqui se concluiram duas coisas:
- que devíamos ir a Museus mais vezes;
- que a mãe não tem jeitinho nenhum para tirar fotos sem pôr uma flachada no meio da moldura ;)

January 16, 2009

Parece ficção científica

No fim de semana passado li a notícia que nasceu o primeiro bebé sem o gene do cancro da mama. Parece que as probabilidades dessa criança vir a contrair a doença eram enorme.
É impossível naõ ficar espantado com os avanços da ciência. Vejam aqui.

A Fada Capitalista

January 15, 2009

A chamada socialização :)

Ela: Mãe, hoje os meus amigos vêm cá a casa.

Eu: Ah vêm? E quem são eles?

Ela: A Dora, o Diogo, o Boots e o Alex (do Madagáscar).

January 13, 2009

Hoje vou assim

Uma das coisas que mais sinto falta por estar a trabalhar em casa (para além de falar com gente e de ouvir muitas barbaridades - das boas - frequentemente) é o de não pensar muito no que vou vestir.

Nunca fui de especial produção, mas é tão bom sair à rua com uma roupa nova, ou perder uns minutinhos para sair mais compostinha e ir toda contentinha com isso. E dir-me-ão: "Oh, mas podes continuar a fazer isso!" Claro que sim. Mas para ir só ali ao supermercado ou para ir dar uma volta e levar com um arroto colorido em cima da minha produção, acaba-se por vestir o que (é giro, sim) mas mais para o confortável.

Ora e não era sobre nada disto que queria falar neste post. Isto foi apenas uma introdução para o blogue que se chama: Hoje vou assim

A autora, diariamente, tira uma foto para mostrar a roupa com que foi trabalhar. A coisa pegou de tal forma que o blogue dela já ganhou um Prémio e tudo. É muito engraçado e sinceramente ela tem roupas girissímas e uma figuraça para as vestir.

E dirão as mais ressabiadas, ou simplesmente as mais mal dormidas: "Ah pois, devia ter filhos para criar logo via se tinha tempo para se produzir".

E não é que tem mesmo? Tem um, mas não é só. Tem uma história trágica que ela conseguiu ultrapassar de maneira admirável. Ela enviuvou a poucos meses de ter o filho. Para além deste blogue, criou outro, que se chama Para Francisco, que é dedicado ao filho. Foi uma maneira que encontrou para ultrapassar o drama que, felizmente, a maior parte de nós nem imagina o que será. E a coisa também correu bem. O blogue já foi transformado em livro e já anda nas prateleiras lá do país irmão.

Ah sim, porque ela é brasileira. Ou achavam que era uma alminha lusa que reagia a uma adversidade desta maneira? Nem eu que sou optimista acredito nisso ;)

January 12, 2009

Mad Men

Acabei de ver uma série americana chamada Mad Men. Passa-se nos anos 60, é sobre uma agência de publicidade. O nome tem o sentido mais literal e é uma referência a quem trabalhava na Madison Avenue. Mas é mais do que isso, e porque está muito bem feita mostra muito sobre a sociedade naquela época.

É uma delícia de série. O machismo que existia, até na cabeça das próprias mulheres, era uma coisa que agora nos parece quase impossível (embora, infelizmente, ainda o encontremos por todo o lado hoje em dia), o políticamente incorrecto era expressão nunca vista e toda a gente fumava a toda a hora e em todos os lugares.

É uma boa base para entendermos porque é que anos depois se andaram a queimar soutiens.

Vamos tirar as fraldas

Eu: J. tens xi-xi?

Ela: Simnãosimnãosimnãosimnão....

January 5, 2009

LEGO














O LEGO, apareceu em 1940 (!) na Dinamarca e até hoje é tão actual.

Ultimamente tenho sido surpreendida com as coisas que uma cabecinha pequenina se lembra de construir.

Pena serem tão caros, mas que rendem, rendem.

January 3, 2009

Radicalidades

Andava eu a saltitar de bolg em blog quando fui dar com este sobre a defesa do parto normal, fazendo da cesariana o bicho papão dos nascimentos. Há partos naturais horríveis tal como há pós-partos de cesariana horríveis e há histórias bonitas de ambos os lados também.

Para quê ficarem cegas, agarradas a causas que não levam a lado nenhum. É como a história da amamentação. É bom, mas há alturas que não se pode levar em diante. E depois? Já não há noites mal dormidas, culpas e stresses suficientes?

Não sou contra o parto natural (só para mim, nesse caso sou), nem podia ser. Realmente é assim que a coisa funciona e quem quiser/puder/conseguir deve fazê-lo. Da mesma maneira que quem não quiser/puder/conseguir não deve fazê-lo.

Somos piores mães por isso? Não me parece.
Sentimo-nos menos mulheres por isso? loooooooooooool



January 2, 2009

Bom Ano!

Este novo ano (como todos os outros) vai depender muito do que fazemos dele. Portanto, façam a vossa lista do que têm para resolver/melhorar/mudar/preservar e sejam muito felizes.